WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!
Olá, como posso ajudar?
Campinas e Região (19) 3307-2908 | São Paulo e Região (11) 4317-7509 | Whatsapp (19) 97402-9610 | CEVS- 350950240-812-000020-1-1 contato@manejopragas.com.br

A característica principal dos roedores é a presença dos dentes incisivos com crescimento contínuo, daí a necessidade de roer para gastar a dentição. Dessa forma estragam muito mais alimentos do que realmente necessitam.

São animais de hábitos noturnos por ser mais seguro saírem de seus abrigos à noite, à procura de alimento. Possuem várias habilidades físicas como nadar, subir em locais altos se houver algum anteparo, saltar, equilibrar-se em fios e mergulhar, entre outras.

Encontram principalmente no lixo doméstico o seu alimento. Escolhem aqueles alimentos que estão em condições de serem ingeridos, pois , através do seu olfato e paladar apurados separam os alimentos de sua preferência e ainda não estragados. São considerados omnívoros, isto é, alimentam-se de tudo o que serve de alimento ao homem.

Ratos

Nas áreas urbanas encontramos três espécies de ratos:

  • Rattus norvegicus, conhecido como ratazana ou rato de esgoto, é a maior das três espécies. Abrigamse em tocas que cavam na terra, em terrenos baldios, nas margens dos córregos, em lixões, sistemas de esgotos, bueiros, etc..
  • Rattus rattus, conhecido como rato de telhado, rato de forro ou rato preto, caracteriza-se por possuir grandes orelhas e cauda longa. Como o próprio nome já diz, costuma habitar locais altos como sótãos, forros e armazéns, descendo ao solo em busca do alimento e raramente escavam tocas.
  • Mus musculus, popularmente chamado de camundongo, é o de menor tamanho entre as três espécies urbanas. De hábito preferencialmente intradomiciliar, costuma fazer seus ninhos dentro de armários, fogões e despensas. Tem comportamento curioso, sendo de presa fácil nas ratoeiras.

 

Ciclo de vida

A vida média de um rato é de um ano. À partir do 3º mês de vida já podem procriar, sendo que o tempo de gestação é de 19 à 22 dias e o número de filhotes por cria é de 5 à 12, na dependência da espécie e da oferta de alimento e abrigo. Vivem em média de 1 à 2 anos.

Importância para a saúde

Os ratos têm papel importante na transmissão de várias doenças como a leptospirose, a peste bubônica, o tifo murino e a hantavirose, entre outras.

 

Medidas Preventivas

A presença de ratos num local pode ser verificada através da observação dos seguintes sinais:

  • fezes: sua presença é um dos melhores indicadores de infestação. As fezes podem facilitar a identificação da espécie presente;
  • trilhas: tem a aparência de um caminho bem batido com 5 à 8 cm de largura, sendo encontradas geralmente nas proximidades de muros, junto às paredes, atrás de materiais empilhados, sob tábuas e em áreas de gramados;
  • manchas de gordura: deixam em locais fechados por onde passam constantemente, como por exemplo nas paredes;
  • roeduras: os ratos roem principalmente materiais como madeira, cabos de fiação elétrica, embalagens de alimentos para gastar sua dentição e como forma de transpor barreiras para alcançar os alimentos;
  • tocas: são encontradas junto aos solos, muros, entre plantas, e normalmente indica infestação por ratazanas; A prevenção é possível através da adoção de um conjunto de medidas que chamamos de antiratização:
  • acondicionamento correto do lixo: dentro de sacos plásticos, em latas com tampas apropriadamente fechadas e limpas periodicamente, de preferencia sobre estrado, para que não fiquem diretamente em contato com o solo;
  • dispor o lixo na rua somente na hora que o coletor passa para recolher;  nunca jogar lixo a céu aberto ou em terrenos baldios;
  • acondicionamento correto dos alimentos;
  • inspecionar periódica e cuidadosamente caixas de papelão, caixotes, atrás de armários, gavetas, e todo tipo de material que adentre ao ambiente e possa estar servindo de transporte ou abrigo à camundongos;
  • vedar frestas ou vãos que possam servir de porta de entrada aos ratos para os ambientes internos;
  • colocar telas (com menos de 1 cm de vão de diâmetro), grelhas, ralos do tipo “abrefecha”, sacos de areia ou outros artifícios que impeçam a entrada desses animais através de ralos e encanamentos ou outros orifícios;
  • evitar o acúmulo de entulho ou materiais inservíveis que possam servir de abrigo aos ratos;
  • manter terrenos baldios limpos e murados;
  • manter limpas as instalações de animais domésticos e não deixar a alimentação exposta onde os ratos possam ter acesso, principalmente à noite;
  • vistoriar e manter limpos garagens e sótãos;
  • de importância fundamental é a educação da comunidade envolvida, isto é , mudar costumes e hábitos das pessoas como: jogar restos de alimentos, entulhos, papéis nas ruas, terrenos baldios, bueiros, espaços vazios em locais públicos, etc.

 

A Manejo Pragas é especializado em soluções contra pragas urbanas em geral. Atendendo Campinas e região.

Ratos

Fabio Augusto de Souza - Biólogo

Fábio Augusto de Souza – Biólogo – CRBio 56764/01-D pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUCC).
Aluno da pós-graduação em Entomologia Urbana no Centro de Estudos de Insetos Sociais (CEIS) da Universidade Estadual Paulista (UNESP).
Especialista Ambiental na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).
Técnico Ambiental na Escola Técnica Estadual de São Paulo (ETECAP).
Possui ciclo de Cursos avançados de controle integrado de pragas e atuação em projetos de identificação e controle de insetos pragas no Instituto de Zootecnia de Nova Odessa (IZ).