Descupinização

 

Barreira Química
Utilizada para combater principalmente cupins subterrâneos (Coptotermes gestoi), sendo aplicada ao redor da edificação com equipamentos profissionais e profissionais qualificados. Esse método cria uma barreira química impedindo a circulação e instalação de cupins provenientes do subsolo ou dos arredores da edificação.

Cupin Out 
Envolve diferentes componentes e técnicas de aplicação para quando utilizados em conjunto, possam atuar de forma eficiente ao combate e eliminação total da colônia de cupim. Resultado este que oferece ao usuário do sistema CupinOut a melhor proteção disponível no mercado contra o ataque de cupins subterrâneos. O sistema CupinOut possui o princípio ativo denominado Hexaflumuron, regulamentado pela Anvisa.

Descupinização
A descupinização é um tratamento específico para acabar com cupins e tem como objetivo combater e exterminar colônias de cupins infiltradas nos solos e madeiras, por meio de métodos eficientes contendo: 2 (dois) processos minuciosos para a prevenção e correção conforme espécie encontrada no local.

Fumigação
É um tipo de controle de pragas através do tratamento químico realizado com compostos químicos ou formulações pesticidas (os chamados fumigantes) voláteis (no estado de vapor ou gás) em um sistema hermético, visando a desinfestação de materiais, objetos e instalações que não possam ser submetidas a outras formas de tratamento.

Pulverização
Uma das melhores e mais eficientes técnicas de aplicação de produtos químicos para o controle de pragas consiste na pulverização.
Com ela podemos ter certeza sobre a quantidade correta e necessária para cada caso analisado e calculado previamente.

 

 

Leia mais ...

Formiga

10 Junho 2020 Artigos

 

As formigas estão presentes em quase todos os ecossistemas, exceto em regiões polares, em algumas ilhas oceânicas e em grandes altitudes. O ‘segredo’ do sucesso, alta especialização, divisão de tarefas, e muito trabalho.

As formigas possuem papel relevante em muitas comunidades, exibindo perfis detritívoros, granívoros e herbívoros, além de serem predadores de diversos artrópodes, muitos deles pragas agrícolas.

Contribuem para o reflorestamento e equilíbrio de ecossistemas por realizarem diversas atividades, dentre elas a dispersão e promoção da germinação de sementes, estimulação do crescimento vegetativo de algumas plantas por meio de podas constantes, aeração e aumento da fertilidade do solo pela incorporação de matéria orgânica.

Leia mais ...
Última modificação em 10 Junho 2020

Pulgas

10 Junho 2020 Artigos

 

 

As pulgas são insetos pequenos (1 a 8,5 mm de comprimento), desprovidos de asas, e vivem como parasitas externos de animais domésticos e silvestres e do próprio homem, alimentando-se de sangue.

Algumas espécies apresentam especificidade de espécie hospedeiro, outras embora apresentando hospedeiros preferenciais, podem sugar outros animais, daí sua importância na transmissão de doenças. As espécies de maior importância são:

 

  • Pulex irritans e a que mais frequentemente ataca o homem, embora também possa se alimentar de outros hospedeiros.
  • Xenopsylla cheopis e a pulga dos ratos domésticos, e e a principal transmissora da peste bubônica e do tifo murinho ao homem. Foi introduzida em todos os países do mundo com o rato preto (Rattus rattus) e ratazana (Rattus norvegicus) em navios mercantes, particularmente na segunda metade do século XIX.
  • Ctenocephalides sp São parasitas preferenciais do cão e do gato.
  • Tunga penetrans vulgarmente conhecida como bicho-de-pé. Geralmente ocorre em solos arenosos. Os principais hospedeiros são porcos, homem, cão e gato. No homem, prefere penetrar principalmente na sola plantar, calcanhar, canto dos dedos, etc.

 

Em geral as pulgas se movimentam bastante e suas patas posteriores estão adaptadas para saltarem de 17 a 20cm verticalmente e 35 a 40 cm horizontalmente (menos a espécie Tunga penetrans)

 

Leia mais ...
Última modificação em 10 Junho 2020
Página 1 de 10

Pesquisa

Precisando de dedetização, descupização, desratização?